Mobilidade Sustentável

A mobilidade sustentável corresponde à mobilidade do futuro. É a forma que vai permitir atingir a sustentabilidade no nosso planeta promovendo sempre maneiras de mobilidade alternativas à exploração dos recursos fósseis, recursos esses são fontes imensamente poluentes do nosso planeta. Visa a combater os vícios das pessoas no que toca à responsabilidade social, tendo a capacidade de realizar alterações futuras positivas no nosso planeta!
Porque a mobilidade é necessária e quando é sustentável promove um planeta melhor!

Essa é a pergunta mais frequente por concessionários, por pessoas que não apoiam a ideia de carros elétricos e pelos mais puristas e fieis aos carburantes nos últimos anos. Desde a implementação de baterias em carros elétricos, são muitos os críticos que surgem, bem como um grande grupo a favor. Aqueles que são a favor, muitos por uma satisfação com a pouca contaminação ao meio ambiente, outros devido ao baixo custo para recarregar a bateria.

Atualmente o preço de aquisição dos carros elétricos é mais elevado que o dos carros de combustível fóssil com características similares, especialmente se equipados com baterias de lítio que atualmente se realizam de forma artesanal.

Sem embargos, tanto o custo da energia necessária como a manutenção se tornam mais econômicas. Ademais, esses carros contam também com subsídios e ajudas (por exemplo, nos nossos vizinhos espanhois, mais especificamente em Madrid, o cartão do estacionamento regulado S.E.R permite estacionar gratuitamente nas zonas azuis e verdes).

Na Feira Internacional do Carro de Genebra de 2007 foi posto em dúvida se no futuro poderia ser viável a comercialização destes carros, já que eram vistos como muito futuristas para aquele período. Já no ano seguinte, a empresa Tesla lançou seu primeiro carro esportivo 100% elétrico: o Tesla Roadster. Este foi o primeiro elétrico que fazia de 0 a 100km/h em 3,9 segundos. Sua versão esportiva em 3,7 segundos atualmente. Tesla tem uma ampla gama de carros elétricos onde o mais conhecido é o Tesla Model S tanto por seu alto rendimento quanto por suas prestações. O Tesla Model S se recarrega completamente em um tempo estimado de 30 minutos, com a possibilidade de fazer até 500km com a carga, dependendo se feitas viagens longas ou dentro da cidade.

Adentrando a questão: “quanto te custaria para carregar um carro elétrico?”, Nós temos a resposta. Num geral, a cada Kwh tem um preço médio que varia entre os 0,06€ (de noite) e 0,15€ (de dia). Por isso, para calcular quanto custaria uma recarga de bateria completa, deverás multiplicar o preço  de cada kWh pelo número de kWh que tem tua bateria. Por exemplo, se o Kia Soul EV, cuja bateria é de 27kWh, carregada por completo no horário noturno custaria algo próximo a 1,7€. No entanto, fazê-lo em um horário menos econômico supostamente seria um custo de 4,05€. No caso do Soul EV, uma carga permite atingir aproximadamente 155km, gastando 1,20€/100km.

Como conclusão para a pergunta “realmente é rentável a possibilidade de comprar um carro elétrico?”, nós da Efimarket garantimos que sim. Tens todos os aspectos positivos. Não gastarás dinheiro com gasolina, não contaminarás o meio ambiente, pois é 100% elétrico, inovadores, cada vez mais regulado com o uso em grandes cidades e a tendência é de que as ruas se encham destes veículos até que já não se possa circular nos principais pontos da cidade.

Para saber mais e desfrutar de promoções especiais, a nossa semana da mobilidade elétrica será entre os dias 22 e 28 de setembro e disponibilizaremos ofertas especiais para esse período. Aproveite!

Mobilidade Sustentável

Tesla-Motors-symbol

Aqui poderá ler todos os desenvolvimentos da segunda parte do Master Plan da Tesla.

Elon Musk revelou esta noite os objetivos estratégicos da empresa para os próximos anos, uma ambição disruptiva que vai mudar o mundo.  Recordemos o Master Plan estratégico divulgado pela organização à sensivelmente 10 anos:

Em Agosto de 2006, pouca gente acreditava na Mobilidade Elétrica como alternativa viável aos carros a combustãomas acima de tudo menos gente acreditava na Tesla como empresa. Era considerada uma start up, com apenas 3 anos de existência só tinha apresentado à sociedade o protótipo do Tesla Roadster (faz hoje 10 anos e 1 dia).

1º parte do Plano:

  1. Produzir um carro desportivo;
  2. Utilizar os rendimentos para produzir um carro mais acessível;
  3. Durante o processo de desenvolvimento, promover opções de geração de energia de emissões zero;
  4. Não contar a ninguém o plano (ser segredo);

Sem contar com a execução do ponto 4, é possível afirmar que a organização seguiu o seu plano como fio condutor de todos os seus objetivos primários. Apenas com uma diferença, em vez de gerar energia, a organização centrou-se no armazenamento dessa mesma energia.

A segunda parte do Master Plan da Tesla já se encontra disponível. De facto, encontra-se visível a ambição imposta pelo CEO Elon Musk:

1. Criar sistemas de painéis fotovoltaicos residenciais, integrados em baterias de um modo simples e acessível a todos;
2. Expandir a gama de veículos elétricos por forma a envolver maiores segmentos de mercado;
3. Criar sistemas autónomos 10x mais seguros que a condução manual por meio de aprendizagem (desenvolvimento contínuo do Autopilot);
4. Desenvolver soluções de Car Sharing (rentabilizar ao máximo o VE enquanto não é utilizado);

É importante observar a capacidade “out of the box” do CEO da Tesla. Esta “ambição inovadora” é o meio para alcançar o sucesso!

Factos importantes para atingir os objetivos do Master Plan (Parte 2):

1. Fusão com a organização SolarCity

og-sc-logo

A produção de energia solar através de Painéis Fotovoltaicos e o seu respectivo armazenamento em baterias é um dos detalhes deste novo projeto. Uma ideia que permitirá reduzir a intensidade do uso da rede elétrica, e por conseguinte a diminuição da produção vinda de fontes não renováveis. Esta integração permitirá o carregamento dos carros elétricos de uma maneira bem mais renovável e a custos reduzidos.

2. Ampliação da Gama de Veículos

O maior destaque que o Master Plan engloba é a confirmação que a empresa pretende aumentar a variedade de VE’s, como é o caso da adição de um SUV mais compacto e uma pickup.

Perante esta necessária forma de Mobilidade, Musk expõe também duas ideias para o ano que vem. São elas um camião denominado por “Tesla Semi”. Segundo a organização, será possível reduzir os custos de transporte de mercadorias. Pretende também conceber veículos de transporte urbanos com uma maior capacidade e eficiência (autocarros elétricos).

3. Sistemas de condução autónomos (Autopilot)

autopilot-graphic_416d19b6954282cf7ca50dc841dd24b1.nbcnews-ux-2880-1000

A organização está fortemente focada na execução deste objetivo, encontrando-se na primeira posição do desenvolvimento de sistemas semi-autónomos. A sua estratégia pressupõe a recolha de dados de todos os veículos equipados com Autopilot, por forma a que o carro tenha a possibilidade de “aprender” mais facilmente com os diversos dados recolhidos. Desta maneira, será possível atender à melhoria continua do algoritmo, sendo essa aprendizagem transmitida ao carro através de atualizações contínuas.

É uma condução que Elon Musk, CEO da Tesla Motors, expõe como bastante importante. Afirma convictamente que vai conseguir incrementar de forma notável e segura este desenvolvimento. Será um sistema mais seguro que uma pessoa, e que irá permitir salvar imensas vidas através da diminuição radical da sinistralidade.

Este objetivo será atingido através do desenvolvimento de novas câmaras e sensores para os seus veículos. Será necessário um longo processo de compilação de dados, bem como uma evolução da legislação por forma a permitir que estes veículos cheguem às estradas em conformidade com a legislação em questão.

4. Car sharing

Assim que o veículo se torne totalmente autónomo, o CEO tem a visão de utilizar este durante o tempo em que está parado (entre 90% e 95%). Desta forma, a sua rentabilidade e capacidade será verdadeiramente maior.

Definitivamente que estamos perante uma enorme revolução e visão ambiciosa do progresso da Mobilidade Elétrica. Esta percepção, e a insistência em atingir objetivos, corresponde ao foco necessário para que a Tesla consiga sair vencedora desta tremenda inovação disruptiva.

Estamos todos cientes que é possível! Estamos todos expectantes que esse sucesso chegue rapidamente!

Fonte |forococheselectricos.com (adaptado)

Mobilidade Sustentável

Abismal, é esta febre que move massas!

115 mil pessoas realizaram a pré-reserva do novo Carro Elétrico sem saber, NENHUMA característica física de como este seria efetivamente.

Neste momento a Tesla tem pedidos que já ultrapassam os 275 mil.

Milhares de pessoas esperaram em filas inéditas à porta das lojas da empresa para poderem fazer a pré-reserva, com um depósito de mil euros em todo o mundo.

Pessoas acamparam à frente das lojas Tesla para serem os primeiros a reservar o VE

Segundo o CEO da Tesla Motors, Elon Musk, os pedidos até ao momento são o verdadeiro sinal da mudança da Industria Automóvel como a vemos atualmente.

É um verdadeiro fenómeno, o movimento de “massas” e filas imensas para aquisição de um veículo automóvel.

Sem dúvida que é o lançamento do Gadget mais móvel do mundo!

O preço base do Model 3 será de 35.000 dólares, cerca de 31.000€.

Para um VE como este, o valor base é algo que realça o desejo de produção em larga escala!

A verdadeira “rEvolução” do automóvel como o observamos está a concretizar-se!

O Tesla Model 3 chegou e ninguém o vai parar de conquistar a verdadeira quota de mercado no âmbito da Mobilidade geral.

Preço

O preço base do Model 3 será de 35.000 dólares, cerca de 31.000€.

Para um VE como este, o valor base é algo que realça o desejo de produção em larga escala!

Segurança

A segurança em qualquer Veículo é o ênfase de qualquer marca. A identidade e as características que envolvem a segurança do Model 3 remete-nos para a atribuição de 5 estrelas em todas as categorias de segurança.

O bem estar dos seus utilizadores acima de tudo!

Autonomia

A parte mais interessante e entusiasmante, especialmente por causa do seu preço base. Segundo o CEO da empresa, o Tesla Model 3 terá no mínimo 350 km de autonomia.

Se observamos tudo isto numa questão de preço-autonomia-segurança só nos é possível afirmar que estamos perante uma verdadeira rEvolução Elétrica!!

 

tesla model 3 portugal

 

Tesla-Model-3-portugal

Fonte: www.lugenergy.pt

Para mais informações pode consultar o site oficial da Tesla

Mobilidade Sustentável

 

wallboxok-logo

Um dos maiores inconvenientes dos carros eléctricos é não existir forma de os carregar onde realmente é necessário, limitando deste modo a liberdade da mobilidade. Através deste fantástico equipamento, a mobilidade eléctrica nunca mais será posta em causa. Agora poderá carregar o seu carro elétrico em qualquer lugar!!

Trata-se de um equipamento portátil de dimensões reduzidas (200x100x90mm), com uma potência de carregamento incrível. Permite induzir o carregamento a carros elétricos até 22KW através do conetor IEC 62196 e 7,7 kW com conetor SAE J1772.

Tudo isto tendo em conta a versatilidade do carregamento. Possui a característica de modificar a velocidade de carga, sendo o utilizador capaz de seleccionar a qualquer momento a intensidade de carga entre 6A e 32A, 1,4KW e 22KW respectivamente.

EV Portable utiliza uma tecnologia inovadora desenvolvida pelo seu fabricante. Funciona com qualquer um dos conectores existentes no mercado, sendo capaz de ajustar a velocidade de carga através das suas opções de funcionamento. Ajustando a potência de carga através do seu ecrã, terá a possibilidade de carregar o seu carro elétrico através de uma tomada convencional existente em casa, ou através um conector cetac industrial.

Efimarket Portugal é o principal distribuidor da marca Wallbox-ok em Portugal

Quando carregar o seu Carro Elétrico se transforma numa motivação!!

 

 

 

Mobilidade Sustentável

CBcEE3rWAAASysr

Os Simpsons, a grande série considerada um fenómeno mundial capaz de mover miúdos e graúdos com a sua ironia, critica e sarcasmo, encontra-se muito à frente de todas as outras séries animadas. Está à frente de todas as outras séries animadas porque os criadores desta famosa série incorporaram no famoso restaurante Skobo’s, um conjunto de Carregadores para Veículos Elétricos.

Este restaurante aparece várias vezes na série, normalmente quando os intervenientes realizam viagens.

A imagem antiga não tinha os pontos de carga e agora é possível observar que está bastante mais interessante com carregadores para veículos eléctricos à sua porta.

Mais um pequeno passo dado na normalização da mobilidade eléctrica 😉

Os Simpsons & Mobilidade Sustentável!!

Mobilidade Sustentável

11426185_825756634161806_2630728499684597679_n11426716_825756500828486_5735231535318105070_n

 

 

 

 

 

 

 

Hoje é o dia de abordar a grande temática do momento, a mobilidade sustentável!

É o grande tema do instante pois nos dias 13 e 14 de Junho realizou-se o Encontro Nacional de Veículos Eléctricos 2015 em Lisboa.

Sem dúvida que para os amantes destes equipamentos foi um dia entusiasmante e acima de tudo interessante no que toca à promoção destes “veículos alternativos”.

Perante os “aficionados”, participantes, e expectadores, o evento reflectiu-se num enorme sucesso!

Pois bem, é deste tipo de iniciativas que esta mobilidade necessita. Iniciativas simples, conscientes e bem pensadas no que toca à sua organização mas acima de tudo simbólicas no que toca à promoção.

É impensável não nomear a grande prestação do Fórum NovaEnergia.net e todas as organizações envolvidas na sua publicidade e divulgação!

Pois bem, sabemos que a reticência destes veículos não é de agora, mas felizmente estamos a começar a observar uma pequena mudança de paradigma, beneficiando esta mobilidade. Está a ser uma alteração lenta, mas gradual e contínua.

Portugal é um país que se tentou preparar para esta mobilidade. Executou postos de abastecimento eléctrico, desenvolveu alguma tecnologia elétricas, mas do nada tudo “acabou”. Para que volte a ser tema de conversa e investimento (sem a ajuda do governo) são iniciativas como o Encontro Nacional de VE’s 2015 que fazem a diferença!

É necessário desenvolver a mentalidade derrotista que grande parte da população portuguesa tem perante os carros elétricos, sendo estes regularmente conotados como “carros de pouca dura”, carros incapazes de realizar viagens longas, “carros de descarga fácil”. A verdade é que essas pequenas expressões neste momento são consideradas expressões de ignorantes. São expressões de ignorantes pois não têm a capacidade de perceber que a tecnologia está em constante desenvolvimento, capaz de eliminar essa “falta de autonomia”.

Exemplo disso são os carregadores portáteis para carros eléctricos, carregadores que podem ser transportados para qualquer local, não sendo necessário uma tomada industrial para recarregar o próprio carro. Como é que isso é possível? Com simples adaptadores (CE) capazes de transformar o carregador portátil num simples e humilde carregador doméstico.

final_reducida_2

sae3_1_1

A grande vantagem é a poupança de instalação de pontos de carga fixos com tomadas industriais, permitindo assim uma mobilidade total capaz de carregar na mais simples tomada elétrica.

É fantástico quando se observa uma evolução constante das tecnologias, permitindo uma total Eficiência Energética mas acima de tudo uma mobilidade livre de impostos, limpa e benéfica para a sustentabilidade do nosso fantástico planeta!

Retomando o tema inicial, são estes “aficionados” que estão a criar grandes bases para um Portugal elétrico, um Portugal mais saudável. São sem dúvida os grandes pioneiros na exploração desta fantástica mobilidade capaz de alterar o conceito de movimento!!

veiculos-electricos-charge (1)

Se tiver alguma dúvida ou sugestão tendo em conta os vários temas abordados não hesite em enviar um e-mail para mestre.batista@7experience.pt.

Acreditamos em sugestões saudáveis, capazes de promover o melhor da nossa plataforma.

 

 

 

Climatização e Isolamento, Energias Renováveis, Iluminação, Medição de Energia, Mobilidade Sustentável, Poupança de Água

 

Como primeiro texto deste nosso Blog de Soluções de energia e eficiência energética, começamos por abordar um conceito que a todos nós é familiar mas que muitas vezes é mal interpretado, estamos portanto a falar do conceito de ENERGIA. Mas qual é o motivo desta má interpretação? Pois bem, tal acontece porque a maioria das vezes esta simples “palavra” é confundida com uma outra expressão utilizada em “faturas” elétricas chamada POTÊNCIA. Perante esta confusão, as suas unidades de representação são também alvo de grandes equívocos e erros por grande parte da população Portuguesa.

A nossa entidade promotora, Efimarket Portugal, tem o objetivo de ajudar a conhecer, analisar e desenvolver certos conteúdos relacionadas com o que genericamente consideramos de “energia”, acreditando vivamente que “o saber não ocupa lugar” e que esse mesmo saber é fundamental para obter planos de poupança energética nas mais variadas habitações de Portugal. Perante este cenário, será possível atingir a real eficácia, refletindo essa poupança na diminuição de gastos financeiros mensais, no que toca ao pagamento da fatura eléctrica das nossas casas.

Atuando de maneira racional é possível optimizar os consumos domésticos e agir de uma forma coerente e respeitosa perante o meio ambiente!

Sendo direto na questão: o que é a Energia?

Pois bem, por definição e de um jeito extremamente resumido, a energia define-se como a capacidade de poder realizar um trabalho, sendo energia tudo o que produz ou pode produzir acção. Podemos exemplificar com um barco que recebe a energia do vento para se movimentar mais rápido, esta energia é capaz de “soprar” a vela fazendo-o movimentar!

O grande pormenor que confunde o normal cidadão é o facto de a energia ser representada por numerosas formas. São precisamente essas variadas formas que o ser humano assume a sua grande batalha, tendo como objetivo transformar essas diferentes formas de energia em outras (mais capazes), de modo a obter sempre um maior proveito para a sociedade.

Para que seja possível entender melhor esta última afirmação só é necessário retroceder (julgo poucos anos) até ao descobrimento do fogo. O homem para se poder aquecer necessitou de transformar energia química, contida num simples tronco de lenha, em energia térmica. Através do fator “acaso” contribuiu para o desenvolvimento da humanidade mediante uma simples reacção de combustão!

Para entender melhor todo este simples conceito, é necessário ter presente a unidade de medida básica da energia: o Joule – unidade que equivale aproximadamente 0,24 calorias. Sendo uma caloria a quantidade de calor necessária para elevar um grau numa grama de água.

De uma forma mais prática, podemos afirmar que das múltiplas formas de energia existentes, as mais úteis e as mais precisas ao ser humano (as que garantem firmemente o nosso nível de bem-estar), são a energia térmica e a energia elétrica. Com a primeira é possível aquecer as nossas casas e dispor de água quente para o nosso conforto, a segunda alimenta uma vasta gama de equipamentos elétricos que nos facilitam o nosso quotidiano.

Pois bem, é nesses pequenos (grandes) equipamentos eléctricos que aparece a energia eléctrica, energia essa que tem de ser paga todos os meses às várias companhias de fornecimento. A energia consumida não é mais que a transformação de outros tipos de energia como a energia eólica, energia solar, energia hidráulica, energia nuclear, entre outras…

Energia vs. Potência

Um dos grandes pontos de confusão aparece na hora de diferenciar entre os conceitos de Potência e o conceito de Energia. Para sintetizar, a potência (término fixo contratada à companhia fornecedora de energia eléctrica tais como EDP, ENDESA, Iberdrola…), significa a energia consumida por unidade de tempo.

Para conhecer a energia consumida num determinado período de tempo é muito fácil, só tem de multiplicar a potência por esse mesmo tempo de consumo. Expressão matemática que relaciona essas duas dimensões:

E (J) = P(W) x t(s)

Onde E= Energia, P= Potência e t= Tempo;

Deste modo, se possuirmos um aparelho ligado 8 horas, com uma potência de 2000W, mesmo que 2KW, a energia consumida será:

E = 2KW x 8h = 16 KWh; (É de notar que a unidade de medida é o KW a multiplicar por hora e nunca o KW a dividir por h)

Se assumirmos que pagamos à companhia uma média de 0,20€ por KWh, o custo obtido por esse aparelho ligado 8 horas será de:

C = 0,20€ x 16KWh = 3,20€;

Com alguns medidores de Energia Elétrica Efergy que Efimarket Portugal distribui, poderá obter dados de consumo instantâneos (potências) e de energia consumida em todos os intervalos de tempo. Corresponde, sem dúvida, à melhor maneira de possuir o controlo dos gastos da sua habitação, podendo realizar a sua própria auditoria energética.

Outra aplicação destes fantásticos equipamentos corresponde à eliminação dos consumos em standby de alguns aparelhos. Os consumos em standby dos vários aparelhos são consumos parasitas que aparecem quando os equipamentos elétricos parecem estar desligados. São consumos frequentes em instrumentos de ar condicionado, televisões, entre outros aparelhos domésticos.

Um equipamento com estas características pode possuir perfeitamente um consumo em standby extremamente exorbitante, valores à volta de 150W= 0,15KW (e não é um exagero). Se aplicarmos as mesmas equações anteriores obtemos:

E = 0,15KW x 24h = 3,6 KWh;

Com um custo diário (24h que tem um dia) de:

C= 3,6KWh x 0,2€ = 0,72€; – Custo do standby por dia

Se estendermos este valor para todo o ano:

C = 365dias x 0,72€ = 262,8€ anuais.

É um custo extremamente exagerado para um simples parasita. Para eliminar este parasita consumista existem algumas possibilidades como desconectá-lo do quadro geral ou utilizar dispositivos eliminadores de standby distribuídos por Efimarket Portugal (o nosso parceiro saudável e sustentável).

Existe a possibilidade de estabelecer uma equivalência entre a unidade KWh com a unidade Joule, isto porque ambas são grandezas de medidas energéticas.

Segundo a expressão anterior:

E(J)=P(W) x t(s)

Um Joule equivale a Watt(W) x tempo (s). Isto porque o Joule(J), o Watt(W) e o segundo(s) são unidades básicas do sistema internacional.

Se 1KiloWatt(KW) corresponde a 1000Watts(W), e como 1hora são 3600 segundos temos:

1KWh = 1.000W x 3.600 segundos = 3.600.000 Watts x segundo = 3.600.000 Joules.

Ou seja 1KWh=3.600.000 Joules

Com esta pequena exposição conseguimos enriquecer um pouco mais a população general!

É extremamente benéfico que todas as pessoas tenham a mínima noção deste tipo de conceitos, não só porque o “saber não ocupa lugar” mas porque certamente não vai querer ser enganado nos consumos do seu novo eletrodoméstico. Tenha também sempre atenção às suas necessidades quando a sua companhia de energia lhe oferecer um novo contrato de fornecimento.

A partir de hoje é capaz de seleccionar, observar, perceber e criticar os seus valores de consumo, mas acima de tudo perceber que a mudança pode ser sempre positiva no que toca à poupança energética da sua casa!

Se tiver alguma dúvida ou sugestão tendo em conta os vários temas da eficiência energética não hesite em enviar um e-mail para mestre.batista@7experience.pt.

Acreditamos em sugestões saudáveis capazes de promover o melhor da nossa plataforma.