Medição de Energia

Potência Contratada, tem a correta?

timthumb

 

O nosso Blogue tem recebido algumas comunicações tendo em conta a dificuldade de algumas pessoas em verificar a ideal Potência Contratada nas suas casas. Na verdade, são questões extremamente pertinentes sobre as quais nenhuma distribuidora, até hoje, reflectiu nas verdadeiras respostas.

Portugal recentemente alterou o seu mercado de distribuição de energia elétrica, encontrando-se neste momento num mercado de distribuição livre. Perante esta situação, e porque há empresas novas a abordar o mercado energético, várias informações transmitidas têm como objetivo aliciar novos clientes. Essas informações normalmente são imensamente persuasivas, possuindo alguma manipulação de dados.

Perante tudo isto, mencionamos algumas considerações tendo em conta perguntas feitas pelos nossos utilizadores (sempre com o objetivo de poupar dinheiro no final do mês).

Pois bem, que quantidade de potência elétrica é melhor para a minha casa? Que potência devo contratar? Será que a potência que pago é a correcta ou posso poupar no final do mês?

São questões regulares e muito importantes, obtendo com este artigo respostas de modo a responder, elucidar e eliminar dúvidas, sempre com o objetivo de possuir a real poupança no final do mês!

O que é necessário ter em conta?

O fator fundamental a ter em atenção para decidir a potência ideal é a simultaneidade com que são usados os equipamentos elétricos.

Por outras palavras, corresponde ao número de eletrodomésticos ou sistemas elétricos que são utilizados ao mesmo tempo. Com este sentido de simultaneidade, só existe forma de contratar uma potência correta tendo em conta as nossas necessidades. Escusado será dizer que não se vai pagar por uma potência que realmente não é necessária.

É necessário mencionar que o cliente tem a toda a liberdade de decidir a quantidade de energia elétrica fornecida pela empresa distribuidora no que toca à potência contratada. Infelizmente se o utilizador não percebe a potência ideal a contratar, pode terminar num imenso gasto abusivo ao final do mês (gasto esse totalmente desnecessário). Essa ingenuidade é perfeitamente aproveitada pelas várias companhias de distribuição!

Como calcular a potência elétrica que necessita de uma forma muito simples?

Não tem nada de complicado. O importante é executar uma simples medição, comprovando assim a potência de uso e que é necessária para a sua casa. Para tal, recomendamos que ligue alguns eletrodomésticos que normalmente se encontram a funcionar em simultâneo, como é o caso do frigorífico, forno, máquina de lavar, ar condicionado, etc.

Por exemplo:

 

aquecedor-mondial

 

 

      +

 

 

 

 

Com um medidor de energia elétrica é possível analisar o consumo desses equipamentos em funcionamento, obtendo assim o consumo de todos os aparelhos elétricos. Concluímos que com os valores visualizados determinamos verdadeiramente a ideal potência a contratar.

Desta forma, a potência contratada tem de ser suficiente para suportar esses eletrodomésticos ao mesmo tempo.

Se tiver alguma dúvida ou sugestão tendo em conta os vários temas abordados não hesite em enviar um e-mail para mestre.batista@7experience.pt.

Acreditamos em sugestões saudáveis, capazes de promover o melhor da nossa plataforma.

Share this Story

Related Posts

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>